O TRAPÉZIO DE BOLSONARO, O FUNDO AMAZÔNICO E OUTROS MALABARISMOS

Cássio Guilherme, Presidente do MIL-B

Depois de seis meses de governo Bolsonaro, o tal Presidente “nacionalista” que supostamente veio para retirar os comunistas esquerdistas do poder, mantemos inabaláveis as nossas opiniões sobre os governos respublicanos do Brasil e de grande parte do Ocidente: meros serviçais do poder oculto sionista internacional. O senhor Bolsonaro chegou ao poder mais uma vez com ilusões e promessas infactíveis, e rapidamente descobriu que o Presidente não mandava efetivamente, e sim quem governa é o mecanismo do sistema que controla tudo. O Leão que pretendia salvar o Brasil se transformou como um raio em um gatinho de discurso atabalhoado e rizível.
A última do " governo" foi querer discutir (ou receber ordens) com os financiadores do Fundo Amazônico, alemães e noruegueses, fundo esse criado durante o governo esquerdista comunista do senhor Lulla em 2008. Travestidos de bons moços e franciscanos defensores da natureza, os embaixadores desses países alienígenas
vieram reclamar do tratamento dispensado pelo ministro Ricardo Sales, ministro tucano ligado a Geraldo Alkmin (indicado para o cargo), e por sua suposta inflexão no tratamento das verbas generosas oferecidas ao Fundo. A mídia de massa mais uma vez vociferou contra o ministro tucano, dizendo que os países estrangeiros estavam com a
maior boa vontade em doar dinheiro a fundo perdido para salvar os macaquinhos, onças e jatobás da Amazônia. Será que esse desejo de altruísmo seria verdadeiro como narrado pela mídia do sistema?? Ou os cândidos representantes do Grande Capital Financeiro Internacional estariam mirando nos recursos incalculáveis do solo Amazônico, Nióbio, Tório, Alumìnio, Urânio, água e na biodiversidade do ecosistema??
O que vcs acham??

Fato é que o Fundo amazônico é composto por três entidades: Governo Federal, Governo Estadual e Ongs. O que a mídia do sistema chama de representantes da sociedade na gestão, são verdadeiramente as Ongs, em sua grande maioria infestadas de estrangeiros e técnicos de fora do Brasil, e que recebem mais de 52% de toda verba destinada ao Fundo. Olha a que ponto que chega o absurdo no Brasil: o contribuinte, através do BNDES, ajuda o Fundo Amazônico a ressarcir Ongs estrangeiras que promovem projetos de " desenvolvimento" na Amazônia. É o caso do condenado a forca que ajuda ao carrasco a comprar a corda. Realmente, como disse no passado um famoso escritor, o Brasil e sua Respública desmoralizam a idéia de absurdo. E onde estão as Forças Armadas e o Governo dito " nacionalista" que ao invés de acabarem imediatamente com essa orgia de idiotices não tomam uma providência, baseados no Artigo 142 da Constituição e da Lei de Segurança Nacional contra esses organismos alheios ao interesse público brasileiro?? O senhor Bolsonaro, vendo essa incongruência toda, fica nas redes sociais fazendo piadinhas cariocas e trejeitos de pantomima, como se fosse um trapezista da lógica a rir de sua incompetência e da
ignorância do povo. Tudo dantes, como no quartel de abrantes, na época da comunalha esquerdista piratas do dinheiro público. Direita versus esquerda, Capitalismo versus Comunismo, a farinha doutrinária é multicolorida mas o saco sionista do sistema é sempre o mesmo. O governo Bolsonaro está tendo que se manter por decretos, pois toda medida que o senhor Bolsonaro toma é imediatamente revertida na justiça, por pedido dos partidos comunistas de oposição, ou no Congresso que não vota as medidas provisórias obrigando-as a caducar. Sem sombra de dúvida
um trapézio de governança jamais visto na história desse país. Aguardemos o futuro para nos posicionar.

1 comment

  1. OTONIEL TIBURTINO

    Como cientificar essa nação agora diante dessa incompatibilidade ao que necessitamos? Resumindo: Não apareceu ninguém para chegar o que estava escrito na Constituição de 1988 onde ditava e estar lá o laço socialista e hoje sentimos falta de alguém que visse
    pelo menos e principalmente o 4°
    artigo onde destrói o Brasil; agora com uma Reengenharia de Estados e para isto; só com uma Intervenção Militar porém, sem uma nação coesa as FFAA não terão essa atitude e sabemos dos porquês. Dependemos do Bolsonaro mudar sua linhagem em 95% dos meus modos e costumes, será isto possível e alguém mesmo do EMFA tomar certas e outras atitudes; senão podemos diante de um estado aparelhado entrarmos de vez na declaração já tão percebida no próprio Foro de São Paulo que até hoje não me confirmo de não ter havido uma impugnação mas aí a Constituição volta ao assunto: Permitiram Tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *