O INTEGRALISMO LINEAR E AS QUESTÕES UFOLÓGICAS

O INTEGRALISMO LINEAR E AS QUESTÕES UFOLÓGICAS

Paulo Sá, Ufólogo, membro do MIL-B

 

                               Outro ponto importante do trabalho doutrinário  do Movimento Integralista e Linearista Brasileiro MIL-B em todo Brasil, principalmente através de seu Presidente, é posicionar-se sobre as Questões Ufológicas que fazem parte do nosso momento no Século XXI. Outro ponto não resolvido pelo Integralismo original, que será tratado por nós.

                               Apesar da  ufologia não constituir  um campo de pesquisa científica reconhecido, afirmando-se  num ramo de investigação, parte dele especulativo, e que não faz uso do método científico, sendo caracterizada pela comunidade científica como uma pseudociência, temos que nos posicionar sobre as consequências futuras que podem representar um contato com seres alienígenas ou civilizações diferentes das nossas.  Os próprios  ufologistas realizam heroicamente  uma pesquisa, não uma ciência de fato, a par da biologia ou outras, com o intuito de esclarecer sobre existência de vida fora do nosso Planeta.

                               As consequências morais, filosóficas e sociológicas de um eventual contato com seres viventes de outros planetas seriam gigantescas. O Ser humano deixaria de ocupar um lugar privilegiado ( forçadamente) no contexto das religiões e governos, e passaríamos então a visualizar uma confraternização da Humanidade jamais vivenciada no passado.  A preocupação maior do nosso Movimento não é o tecnicismo que o fato de termos contato traria, mas a confirmação de que somos membros de uma comunidade cósmica muito mais ampla, no tempo e no espaço, confirmando as Teorias do próprio Chefe Nacional Plínio Salgado que falou sobre isso em vários de seus livros ( A Quarta Humanidade, Vida de Jesus). Isso seria um evento sem precedentes e temos que estar preparados para analisar com rigor os impactos que teríamos que absorver na nossa cosmo visão de nós mesmos e do nosso Planeta.

                               Defendemos, enquanto Integralistas e Linearistas, que a ufologia seja considerada como Ciência e Método Filosófico, nos antecipando a um possível contato em larga escala futuro. Ficamos satisfeitos em levantar essa interpretação de nossa realidade e preparar as gerações futuras para tal acontecimento. Temos que respeitar a tudo e a todos, já que defendemos a Harmoniocracia acima de qualquer filosofia de vida. E a Ufologia está inserida nesse contexto de conhecimento profundo de quem somos e o que queremos, perguntas históricas que ainda não foram respondidas.

                               O que deveríamos fazer caso realizássemos contatos com alienígenas? Para alguns, a discussão começa a partir do modo como a pergunta é feita. “Mesmo na Terra achamos difícil chegar a um acordo sobre o que entendemos por inteligência, o que entendemos por vida e o que entendemos por comunicação”, dizem vários astrofísicos e estudiosos do assunto.”Com tantas incógnitas, é difícil fazer uma pergunta bem definida”. No entanto, em meio a tanta incerteza, acreditamos ser  essencial, ao nos fazermos essas perguntas, “nos desfazer do que Hollywood fez com as nossas opiniões sobre alienígenas.” E nos desfazer de preconceitos tão comuns ao Ser Humano, que tenta ser o senhor absoluto do nosso mundo.

                               Fico feliz de estar levantando essa situação pela primeira vez no contexto do Movimento Integralista. Com certeza, o Chefe Nacional Plínio Salgado estaria feliz por nos ver tratar desse assunto, que parece distante, mas que está tão perto de nós. Estejamos preparados. Anauê!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *