INSTITUTO TAVISTOK E ESCOLA DE FRANKFURT

INSTITUTO TAVISTOCK E ESCOLA DE FRANKFURT

 

 

 Você entenderá com esse artigo o que significa a ESCOLA DE FRANKFURT E O INSTITUTO TAVISTOK, Instituições que dominam a mente de grande parte da população do planeta, e define uma agenda cultural e social como forma de Engenharia das Massas. 

               “(…) Em 1938, Orson Wells havia granjeado grande reputação como um mestre em encenar noticiários de falsos eventos usando o autor inglês, H.G. Wells, um ex-agente do M16 e seu livro A Guerra do Mundo. Na adaptação do livro de Wells para o rádio, o outro Wells interrompeu o programa radiofônico em Nova Jersey com o anúncio de que os marcianos tinham acabado de aterrissar.“A invasão marciana começou” disse Orson Wells. Durante o programa de quatro horas de duração, pelo menos quatro vezes foi anunciado que aquilo que a audiência ouvia era uma encenação fictícia do que aconteceria se a história de H.G. Wells tivesse ganhado vida. Mas isso não significou nada. Tomadas de pânico, milhões de pessoas fugiram de suas casas, aterrorizadas, congestionando ruas e sistemas de comunicações. QUAL FOI O PROPÓSITO DESTA BRINCADEIRA? Em um primeiro momento, verificar quão efetivos eram na prática os métodos de Cantril e Tavistock, e talvez, mais importante que isso, criar o cenário para a guerra que se avizinhava na Europa onde os “noticiários radiofônicos” teriam um papel essencial na coleta e disseminação de informações, como uma fonte estabelecida de informação confiável, bem como um fórum para dirigir a opinião pública. Dois dias após o programa do “Notíciário da Invasão Marciana”, um editorial do New York Times, intitulado Terror pelo Rádio , sem querer mostrou o que Tavistock tinha em mente para o povo americano na próxima guerra que já se aproximava: “O que começou como um entretenimento poderia perfeitamente ter terminado em desastre”, dizia. Autoridades do setor radiofônico tinham uma responsabilidade e “deveriam pensar duas vezes antes de misturar novas técnicas com ficção tão aterradora”. Por acaso, o Times havia topado com a onda do futuro vista pelos olhos dos teóricos de Tavistock. A partir de então, “misturar novas técnicas com ficção tão aterradora” que poderia ser vista como verdade, passou a ser a prática usual dos formados por Tavistock. 26

               A partir de então, “misturar novas técnicas com ficção tão aterradora” que poderia ser vista como verdade, passou a ser a prática usual dos formados por Tavistock.
Oswald Spengler certamente não teria nenhuma dificuldade em identificar isso como uma das causas da queda do Ocidente que ela havia previsto em 1936. Fazer Mudanças na “Estrutura Cognitiva e Comportamental”
Após a Segunda Guerra Mundial, Cantril se envolveu totalmente com o principal guru de Tavistock, o fundador John Rawlings Reese e seu PROJETO DE TENSÕES MUNDIAIS NA UNESCO DAS NAÇÕES UNIDAS. Perfis de como indivíduos e grupos reagiam às tensões internacionais foram formuladas com base na MISTURA BEM ARQUITETADA DE FATOS COM FICÇÃO APAVORANTE para preparar a campanha de lançamento dos “cidadãos do mundo” (da DITADURA DO GOVERNO SOCIAL-COMUNISTA ÚNICO. Isso começou a ser empregado para enfraquecer as fronteiras, o idioma e acultura nacionais, e para desacreditar o orgulho da nação e da soberania dos estados-nações, preparando a futura NOVA ORDEM SOCIALISTA DO MUNDO DO GOVERNO MUNDIAL ÚNICO, sendo que o presidente Woodrow Wilson dizia que “a América tornaria a democracia segura”. Esses jovens rapazes americanos imberbes do Arkansas e da Carolina do Norte foram mandados marchando para a Europa, acreditando estar “lutando por seu país”, sem saber que a “democracia” que Wilson os mandava” tornar segura para o mundo” era uma DITADURA DO GOVERNO SOCIAL-COMUNISTA ÚNICO

               AS ELITES que governam a sociedade PODEM E CONTROLAM OS RECURSOS DE COMUNICAÇÃO EM MASSA PARA MOBILIZAR E ALTERAR A MENTE DO REBANHO ”. Um ano Em „Organizando o Caos“, no primeiro capítulo do livro de Bernays „CRISTALIZANDO A OPINIÃO PÚBLICA, ele escreve: A manipulação consciente e inteligente dos hábitos e opiniões organizados das massas é um elemento importante na sociedade democrática. OS QUE MANIPULAM ESSE MECANISMO NÃO PERCEBIDO DA SOCIEDADE CONSTITUEM UM GOVERNO INVISÍVEL, QUE É O VERDADEIRO PODER DE MANDO DE NOSSO PAÍS. Somos governados, nossas mentes são moldadas, nossos gostos formados, nossas idéias sugeridas, sobretudo por homens de quem nunca ouvimos falar… nossos governantes invisíveis desconhecem, em muitos casos, a identidade de seus colegas membros do gabinete interno….. 19
Não importa qual atitude queiramos tomar nessa direção, o fato permanece que em quase todos os atos de nossas vidas diárias, seja na esfera da política ou dos negócios, na nossa conduta social ou no pensamento ético, somos dominados por um número relativamente pequeno de pessoas – uma mera porção desses nossos cento e vinte milhões – que entendem os processos mentais e padrões sociais das massas. SÃO ELES QUE MANIPULAM OS FIOS, QUE CONTROLAM A MENTE PÚBLICA, QUE DOMINAM ANTIGAS FORÇAS SOCIAIS E ENCONTRAM NOVAS FORMAS DE RESTRINGIR E GUIAR O MUNDO. Com a imprensa e os jornais, o telefone, o telégrafo, rádio e aviões, as idéias podem ser espalhadas rapidamente e até instantaneamente por toda a América. Para apoiar este ponto, Bernays citou O MENTOR DA „MANIPULAÇÃO DE OPINIÃO“: H.G. Wells. Mencionou um artigo do New York Times de 1928, em que Wells saudava “os meios modernos de comunicação” por abrir um novo mundo de processos políticos e por permitir “o propósito comum” que devia ser “documentado e apoiado contra a perversão e a traição”. Para Wells, o adventoda “comunicação de massa”, levada à televisão, significava novos caminhos fantásticos para o controle social, muito além dos sonhos mais loucos dos primeiros fanáticos da manipulação de massas da Sociedade Fabiana Britânica
Temos o que H.G. Wells chamava de “Um Governo Invisível” ? Como relatei anteriormente, a ciência moderna de formar a opinião pública através de técnicas avançadas e manipulação da opinião da massa começou em uma das mais avançadas fábricas de propaganda do ocidente, situada na Inglaterra na Wellington House. Esse estabelecimento, dedicado à engenharia social e criação da opinião pública nos primórdios da Primeira Guerra Mundial, estava sob a égide dos Lords Rothmere e Northcliffe e do futuro diretor do instituto Real de Relações internacionais (RIIA), Arnold Toynbee. A Wellington House tinha uma seção americana cujos membros mais proeminentes eram Walter Lippmann e Edward Bernays. Conforme descobrimos mais tarde, BERNAYS ERA SOBRINHO DE SIGMUND FREUD, fato cuidadosamente escondido das vistas do público. JUNTOS, CENTRALIZAVAM O TRABALHO SOBRE TÉCNICAS PRA ‘MOBILIZAR’ SUPORTE PARA A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ENTRE AS MASSAS DE PESSOAS QUE SE OPUNHAM À GUERRA CONTRA A ALEMANHA. A percepção pública era que a Alemanha era amiga do povo inglês e não um inimigo, sendo que o povo inglês não via necessidade de lutar contra a Alemanha.
A falência moral, espiritual, racial, econômica, cultural e intelectual que vivenciamos hoje não é um fenômeno social ou o resultado de algo abstrato ou sociológico que „ aconteceu” por acaso, mas sim o resultado de um programa cuidadosamente planejado por Tavistock. O que estamos presenciando não é acidental, uma aberração da história. É sim o produto final de uma crise social e moral deliberadamente induzida, evidente em toda a parte: nos programas de “realidade” e de música da televisão, que parecem ser amalgamas de todos os mais baixos instintos, nos filmes quase pornográficos da Fox News (Faux News – Notícias Falsas) passados na maiores redes de cinema, na publicidade em que a modéstia e a decência foram lançadas aos quatro ventos, no comportamento grosseiro e chamativo nos lugares públicos, sobretudo nos restaurantes americanos, e nas hostes de marias-ninguém repentinamente “criadas” para se tornarem âncoras de televisão muito bem pagas, todas elas treinadas para falar de forma dura, com uma voz monótona e rascante, sem a menor cadência, como se falassem coma boca cerrada, de uma maneira que é bruta, aguda e desagradável para os ouvidos. Embora jornalistas de noticiários e “âncoras” de televisão tenham sempre sido homens, de repente já não há mais que uma a dúzia deles no campo. Vemos isso nas estrelas “desconhecidas” da indústria do cinema que jorram filmes de qualidade cultural cada vez mais baixa. Também o vemos na glorificação do divórcio sob demanda, no aborto, no comportamento ostensivo homossexual e lésbico, na perda das crenças religiosas e na vida familiar da civilização ocidental. Vemos isso no aumento maciço de adição às drogas e em todas as formas de mal social mal disfarçado em “direitos civis”. Vemos isso na corrupção barata do sistema político e na confusão constitucional em que Câmara e Senado permitem violações flagrantes da lei maior do país, em todos os níveis do governo, e sobretudo no braço executivo do governo, em que cada presidente depois que Roosevelt tomou a si poderes que não competem ao Presidente. Vemos isso na assunção ilícita de poderes de guerra pelo Presidente quando tais poderes são expressamente negados ao Executivo pela constituição norte-americana. Vemos isso em uma nova dimensão de desobediência constitucional acrescida a uma feia lista de “leis” não permitidas pela Constituição. Um dos fatos mais recentes e chocantes foi a Suprema Corte dos EUA descaradamente exorbitar de seus poderes ao desconsiderar os direitos dos Estados, elegendo George Bush filho como Presidente. Esse deve ter sido um dos golpes mais selvagens desferidos contra a Constituição, na maior contravenção da Décima Emendada Constituição norte-americana na história dos Estados Unidos.
Entretanto, tão confusos e chocados estão os americanos que houve poucos protestos, nenhuma demonstração de massa e nenhuma moção para refrear a Suprema Corte. Apenas por este incidente, o poder da “penetração de longo alcance e condicionamento interno direcional” de Tavistock provou ser um grande triunfo. A condição de desintegração da nossa república em que nos encontramos em 2005 não evoluiu simplesmente; ao contrário, é o produto final de um projeto de lavagem cerebral de engenharia social cuidadosamente planejado e de imensas proporções. A verdade se reflete na agonia daquela que já foi a maior ação da terra. Os papéis de condicionamento fisiológico escritos pelos cientistas sociais de Tavistock estão funcionando bem. Sua reação é programada. Você não pode pensar de outra forma a não ser que faça um esforço supremo. E também não pode dar passos para se libertar desta condição, A MENOS QUE POSSA PRIMEIRO IDENTIFICAR O INIMIGO e seu plano para a dissolução dos Estados Unidos e da Europa em particular e do mundo ocidental em geral.

               ESSE INIMIGO SE CHAMA INSTITUTO TAVISTOCK DE RELAÇÕES HUMANAS que vem lutando contra a civilização ocidental desde os primórdios, antes de ganhar forma e substância na Wellington House para daí evoluir para as instalações atuais da Universidade de Sussex e da Clínica Tavistock em Londres. Antes de eu ter desmascarado a instituição em 1969, ela era desconhecida nos Estados Unidos. Ela é, sem dúvida alguma, o ESTABELECIMETNO DE ENGENHARIA E LAVAGEM CEREBRAL NÚMERO UM DO MUNDO

               O “Exército Invisível” de tropas de choque de Tavistock mudou a forma de pensar dos Estados Unidos sobre rock, sexo antes do casamento, consumo de drogas, filhos ilegítimos, promiscuidade, casamento, divórcio, vida familiar, aborto, Constituição e até mesmo assassinato, sem falar que falta de moral não é motivo de preocupação desde que se faça um bom trabalho .
Nenhuma nação será poupada do massacre final que resultará no Governo Mundial Único e na Nova Ordem Mundial. O “truste cerebral” encarregado da Guerra de Tavistock contra os Estados Unidos (de 1946 até hoje) é composto de Bernays, Lewin, Byron, Margareth Meade, Gregory Bateson, H.V. Dicks, Lippert, Nesbit e Eric Trist. Onde as tropas de choque do “Exército Invisível” foram treinadas? Em Tavistock, por Reese, de onde se espalharam por todo o país para lançar suas sementes dos“ padrões de estresse de turbulência ambiental e social”.

                 Tavistock é um centro de estudos, dedicado ao serviço da Nobreza Negra e àqueles dedicados a promover uma Nova Ordem Mundial dentro do Governo Mundial Único. Tavistock trabalha para o Clube de Roma, o CFR, a Comissão Trilateral, o Fundo Marshall Alemão, a Sociedade Mont Pelerin, o grupo Ditchley, a Casa Maçônica Quator Coronati, o Banco de Acordos Internacionais, o Banco Mundial (BIS) e o Fundo Monetário Internacional.
NÓS, O POVO, fomos e continuamos a ser infinitamente estudados nas INSTITUIÇÕES. Somos dissecados, perfilados, nossos pensamentos são lidos e os dados são colocados em um banco de dados para efeitos de formatar e planejar como reagiremos a futuros choques e situações estressantes planejadas. TUDO ISSO É FEITO SEM NOSSO CONSENTIMENTO E EM ABERTA VIOLAÇÃO DO NOSSO DIREITO À PRIVACIDADE.
Esses resultados de perfis e prognósticos são colocados em bancos de dados de computadores da Agência Nacional de Segurança, do FBI, da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa, do Joint Chiefs of Staff , da Agência Central de Inteligência, e da Agência Nacional de Segurança, para mencionar apenas alguns locais onde tais dados são armazenados. O limite entre espionagem interna e externa está ficando indefinido Á MEDIDA QUE O POVO AMERICANO É CONDICIONADO PARA O FUTURO GOVERNO MUNDIAL ÚNICO, ONDE A VIGILÂNCIA DAS PESSOAS ASSUMIRÁ NÍVEIS SEM PRESCEDENTES. Foi esse tipo de banco de dados que permitiu ao FBI queimar David Koresh e seu Ramo de Davi http://www.terra.com.br/istoe-temp/1655/internacional/1655_barbarie_contra_barbarie2.htm enquanto o país observava o acontecido em rede nacional de TV SEM NENHUM PROTESTO E COM UMA ASSUSTADORA AUSÊNCIA DE PROTESTO POR PARTE DO CONGRESSO. Com uma penada, os direitos do estado do Texas foram destruídos. Waco foi uma cobaia para ver COMO A POPULAÇÃO REAGIRIA AO TESTEMUNHAR A DESTRUIÇÃO DA DÉCIMA EMENDA NA FRENTE DE SEUS OLHOS E, como previsto, o povo do Texas e dos Estados Unidos agiu exatamente como o perfil de Tavistock; agiram como ovelhas pastando pacificamente ENQUANTO A CABRA TRAIDORA QUE IRIA GUIÁ-LAS AO MATADOURO CIRCUNDA O REBANHO. O que aconteceu e vem acontecendo constantemente, foi previsto pelo Conselheiro de Segurança de Carter, Zbigniew Brzezinski e seu livro da Nova Era A Era Tecnocrática, publicado em 1970. O que ele previu está acontecendo de baixo de nossos olhos, mas a natureza mortalmente sinistra desses eventos é perdida em meio às pessoas. A realidadedo que Brzezinski previu em 1970 aconteceu. Sugiro que leia o livro – se for possível obtê-lo – e depois, como eu fiz, compare os eventos que transpiraram desde 1970 com o que está escrito em A ERA TECNOCRÁTICA. A precisão da previsão de Brzezinski não é apenas incrível, mas assustadora. Se você ainda está cético, leia também 1984 de GEORGE ORWELL, EX AGENTE DA INTELIGÊNCIA BRITÂNICA M16. ORWELL teve que escrever sua incrível revelação como ficção para evitar ser processado de acordo com a Lei dos Segredos Oficiais da Inglaterra. A “novidade” de ORWELL está agora em toda a parte, e assim como ele previu, não levanta oposição. Os leitores achavam que ORWELL estava descrevendo a Rússia, mas ele estava prevendo o surgimento de um regime muito pior do que o regime bolchevista, o governo da Nova Ordem Mundial da Grã Bretanha. É só olhar as leis aprovadas por Blair para ver que AS LIBERDADES E A DISCORDÂNCIA POLÍTICA FORAM ESMAGADAS, A CARTA MAGNA FOI INCINERADA E EM SEU LUGAR FOI COLOCADO UM CONJUNTO DE LEIS DRACONIANAS DE SINISTRA LEITURA. (…)”

 

   

Leituras Recomendadas

Previous
Next
FPS Livro nº 15 ''Projeto de Reforma Agrária''_capasite
CARTILHADOSPLINIANOS
MANIFESTOSPRP
CARTAANAÇAO2
OSECULODOCORPORATIVISMO
OCOMUNISMOEAMAÇONARIA
OSJUDEUS_ALFREDOBUZAIDINCL
manifestoprograma1936
NORMASDEADMINISTROTÉCNICAMUNICIPAL
Livro Municipalismo
o_homem_e_Oestado
acrisepalamentar
o_Elo_Secreto2
como_se_engana_a_humanidade2
conceito_de_civilização_brasileira2
discurso de despedida do parlamento
como_se_prepara_uma_china
O Ultimo Nazireu
Livro Sagrado Linear
Padre 2 (1)
OESTADONACIONAL
ARTEECIVISMOCORR
constanciadoolharvigilante
O_Estado_meio
TODOS OS ANIMAIS SAO IRMÃOS
thumbnail (1)
FREI ORLANDO SILVA
A Arte da Guerra
FranciscanismoXTomismo
Igreja Linear
era vargas
Livro A Casa Imperial
fronteiras_da_tecnica
golpe_de_novembro
direito_politico
forças_secretas
manifesto_municipalista
AIGREJAEOMARXISMO
abya yala
prpcartaz
boletimdedoutrina2rn
boletimdedoutrina1rn
comquemestamos
CATOLICOSEINTEGRALISMO
pelobemdobrasil
discursoaosintegralistas
CONCEITOCRISTÃODOTRABALHO
Breviário do Camisa Verde
Livro Cientificismo Moderno
Livro Espiritualidade

Marcha Linearista

Vídeo em Destaque

TUPÃ, O GALO VERDE INTEGRALISTA E LINEARISTA, ESMAGA O VERME COMUNISTA LIBERAL, GERADO NO VENTRE DO GRANDE CAPITAL FINANCEIRO INTERNACIONAL