GUSTAVO BARROSO SOBRE O CHEFE

No dia 11 de Junho de 1937, as Cortes do Sigma proclamaram solenemente Candidato da Acção Integralista Brasileira à Presidência da República ao Chefe Nacional Plínio Salgado.

O discurso de encerramento daquela histórica Solenidade foi proferido por Gustavo Barroso, Secretário Nacional de Educação da A.I.B., em meio ao qual declarou o seguinte sobre o Chefe Nacional Plínio Salgado:

“Reparae – exclama o orador – a grande differença que existe entre o Chefe Nacional e os chefes dos outros movimentos, não iguaes, mas parallelos. Todos esses movimentos tiveram os seus precursores e os seus realizadores.
“No Brasil não há precursores. Plínio Salgado é o primeiro e o único”.
(“Monitor Integralista”, Rio de Janeiro, 17 de Junho de 1937, Anno V – Num. 21 – págs. 3. Foi conservada a ortografia do original)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *