CARMELA PATTI SALGADO E A AÇÃO SOCIAL DO PLANALTO

CARMELA PATTI SALGADO E A AÇÃO SOCIAL DO PLANALTO

 

A ESPOSA DO CHEFE NACIONAL PLÍNIO SALGADO TAMBÉM TEVE ATUAÇÃO MARCANTE NA HISTÓRIA DO BRASIL E NAS TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS DA POPULAÇÃO. 

 

“Carmela Patti Salgado e a defesa dos jovens através da Ação Social do Planalto – ASP”

A Ação Social do Planalto – ASP foi fundada em 1963 por Carmela Patti Salgado, esposa do escritor, poeta e político Plínio Salgado, a pedido das mães atendidas pela Creche da Casa do Candango, iniciando suas atividades com foco nas crianças e adolescentes em situação de rua, prestando assistência aos jovens marginalizados pelo poder público nos anos iniciais da fundação do Distrito Federal – DF.

Ao completar 10 anos de atividade, em 1974, D. Carmela foi homenageada com a inauguração de um mosaico aplicado em uma parede lateral a entrada do prédio sede da ASP, localizada ao final da Avenida L-2 Sul, produzida pelo artista plástico cearense Eduardo Pamplona e confeccionada com pastilhas pretas, brancos e diversos tons intermediários de cinza, reproduzindo uma foto de rosto da esposa do líder Integralista.

Atualmente a sede não se encontra no local de origem, foi demolida para dar lugar a um empreendimento imobiliário. Infelizmente o paradeiro do imponente mosaico encontra-se desconhecido, este fato inclusive foi publicado pelo jornal Correio Braziliense, sem que sensibilizasse as organizações responsáveis por resguardar o patrimônio histórico e arquitetônico do Distrito Federal – DF, marcando assim de forma melancólica os 50 anos da entidade, funcionando precariamente fornecendo ensino básico, profissionalizante, atividades esportivas, casa de acolhimento, dentre outras ações.

O trabalho social desenvolvido por D. Carmela marcou de forma expressiva os primeiros anos da nova capital. As atividades realizadas pela entidade, idealizada pela homenageada, marcou a vida de inúmeros jovens sendo lembrado com emoção por ex-alunos que deixaram testemunhos emocionados nos arquivos da Ação Social do Planalto.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *