As Forças Aparentes: a Política

EXCERTO RETIRADO DO LIVRO “ O ESPÍRITO DO SEC XX”, PÁGINA 81

“…Manietada e manejada pelas mesmas forças, a Política deixa de ser a nobre ciência de governar os Homens para torná-los melhores e mais felizes, reduzindo-se a uma arte equívoca de despistamentos e fraudes, apta somente a favorecer ambições de indivíduos ou grupos.

Recái, assim, num eleitoralismo sem entranhas dentro do qual as mais absurdas pretensões encontram meios de alçar vôo, eleitoralismo produtor de burocracias estéreis, ávidas e formalistas. A visão dos problemas nacionais se restringe aos regionalismos, aos localismos, aos partidarismos e aos individualismos, de modo que a Nação, incapaz de produzir Chefes com plena consciência de seus altos deveres e pesadas responsabilidades, não passa de uma chocadora artificial de fornadas e mais fornadas de funcionários. E o mal da politicagem se alastra a todos os domínios: à Ciência, à arte, à própria literatura, que passam a depender dos vícios e caprichos da Política…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *