A DERROCADA DA REDE GLOBO

CÁSSIO GUILHERME, PRESIDENTE DO MOVIMENTO INTEGRALISTA E LINEARISTA BRASILEIRO MIL-B, FUNDADOR DO LINEARISMO.

“ Só os Liberais acreditam na Soberania do Povo Brasileiro. Só eles acreditam que nossa Imprensa é livre e que não obedece, através da Pressão econômica, a institutos de crédito daqui e de fora..” Miguel Reale, in O Estado Moderno, 1935.

Todos aqueles que se dedicam a estudar os Problemas brasileiros e a História do Brasil nos últimos 200 anos devem necessariamente analisar um fator de extrema importância e preponderância na formação social do povo brasileiro: a influência da Rede Globo de Televisão no contexto sociológico e político do Brasil. Apesar desse assunto ser deveras debatido e discutido, vamos de maneira inédita no arcabouço literário crítico brasileiro, apresentar uma nova visão do que representou, representa e vai representar a Rede Globo de Televisão e sua Organização Monumental de mídia para os destinos do Brasil. Consideramos que a Rede Globo tem uma participação tão decisiva no cenário nacional que certamente poderíamos dividir a História Brasileira em dois momentos: o Antes-Rede Globo e o Pós-Rede Globo. Essa transformação se deu precisamente no ano de 1965, com o início das transmissões televisivas da Rede Globo.

As Organizações Globo já existiam desde a década de 20 no Brasil, com relativa influência política na sociedade pois dispunha de um jornal de grande circulação nacional, o jornal O Globo, de propriedade da família dos Marinho no Rio de Janeiro e da Editora de livros Globo. Com o advento da Televisão e seu poder de manipulação das massas na década de 50, o império de telecomunicações dos EUA começou a vislumbrar a possibilidade de criar um veículo de divulgação de entretenimento e propaganda com uma Rede de atuação Internacional. Observem que esse desejo de dominação da mídia televisiva internacional fazia parte dos planos do Grande Capital Financeiro Internacional, o mesmo que já controlava as grandes produtoras de cinema, como a Warner, a Paramount, a Metro-Goldwin- Mayer e as Redes BBC e CBN, além da Agência de Notícias Reuters, fundada em 1950. Em 1962 o grupo Norte-americano Time-Life assinou um contrato milionário com o senhor Roberto Marinho, então Presidente das Organizações Globo. Para se ter uma idéia do montante de dinheiro a disposição da Rede Globo foi repassado em espécie mais de 6 mlhões de dólares em ativos para a estruturação da Globo, enquanto a TV Tupi, do grupo Assis Chateubriand e a TV Excelsior contavam no início dos anos 60 com ativos da ordem de 300 mil dólares. A ingerência estrangeira em assuntos estratégicos de comunicação no Brasil deu origem a uma CPI no Congresso Nacional mas foi rapidamente “ abafada pelas Forças Ocultas” que sempre governaram o Brasil. E enganam-se portanto aqueles que insistem desesperadamente em afirmar que o senhor Roberto Marinho, o “ General Civil das Comunicações” era o Dono Total da Rede Globo. Não era e nunca foi, pois representava apenas uma marionete dos Poderes Financistas Transnacionais que o patrocinaram; no máximo poderia ser um “ Tenente Civil administrando um front de combate”. Imediatamente o grupo Time-Life enviou para o Brasil o verdadeiro mentor do Império Televisivo e por conseguinte o Império de Comunicação “ doado” pelo Governo a Família Marinho. Seu nome?? Tecnólogo especialista em radiodifusão Joseph Wallach , esse sim o cérebro ideológico do que seria a grande manipuladora das mentes do povo brasileiro. Nunca é demais lembrarmos também que o grupo Time-Life está ligado nos EUA ao Mega-Banqueiro JPMorgan( Casa Bancária), donos do Citibank e do Citigroup, esses sim os verdadeiros Generais Comandantes em Chefe da Rede Globo de Televisão, fato que a mídia amestrada jamais revelou ao povo brasileiro. Interessante observarmos que o fenômeno da Rede Globo de Televisão como empresa de Comunicação patrocinada e auxiliada tecnicamente por grupos estrangeiros não foi único; na mesma época na Colômbia tivemos o Canal CNTV, no México a Televisa, no Chile a TVN, na Argentina a TLF, no Uruguai a ITV, na Venezuela a RCTV, o que sugere fortemente que a “ cartilha” de dominação dos Donos do Mundo estava bem afinada e em consonância com os ditames Internacionalistas e os interesses prementes comerciais do Grande Capital Financeiro Internacional.

A década de 70 e a década de 80 foram marcadas pelo domínio informativo absoluto da Rede Globo. Quem tem menos de 45 anos nesse ano de 2009 sabe do que estamos falando. O Poder da Rede Globo se tornou maior do que o Poder do Estado na Pátria Brasileira. O trabalho de doutrinação do povo teve início de maneira colossal e gigantesca. A Rede Globo não foi concebida para ser um mero veículo comercial de telecomunicações; foi concebida como a ponta de lança de uma estrutura de informação e poder moldadas pelos Donos do Mundo. E a Rede Globo jamais foi o reflexo da realidade da Sociedade Brasileira como muitos esquerdistas e liberalóides insistem em afirmar. A Rede Globo criou, isso sim, uma nova realidade sociológica no País. Quem não se lembra dos inúmeros seriados apresentados diariamente, os famosos “ enlatadados americanos”( o American Way of Life) que mantinham principalmente os jovens atrelados ao padrão de idéias fantásticas e aventureiras de então( Viagem ao Fundo do Mar, Perdidos no Espaço, Terra de Gigantes, Incrível Hulk, Buck Rogers, Mulher Biônica, Homem do Fundo do Mar, Magnum)?? Desenhos animados que se sobrepunham a realidade nacional, com inúmeras mensagens subliminares. E quando veio o Sítio do Picapau Amarelo em 1977, uma estória nacional baseada no Obra de Monteiro Lobato, foi desvirtuada pelo caráter comercial e aberrante do sistema. Uma realidade completamente avessa ao racionalismo e a visão espiritualista de uma sociedade sadia. E as novelas representaram por mais de 30 anos um anestésico moral e comportamental no alienado povo brasileiro. Dancin Days, Selva de Pedra, Irmãos Coragem, Pai Herói, Guerra dos Sexos, Dona Xepa, O Bem Amado, O Salvador da Pátria, Paraíso, Vale Tudo, todas essas novelas moldavam o caráter da população completamente absorvida nas realidades virtuais apresentadas nesse Mundo Novo das telenovelas. O Poder era tão grandioso que no dia 08 de julho de 1978, lembro-me bem como articulista e testemunh ocular, o Brasil parou literalmente para descobrir quem havia assassinado o magnata Salomão Hayalla na novela “ O Astro”. Mais de 90 milhões de pessoas no Brasil pararam para assistir esse tablóide, como se tivéssemos mais interesse nesse assunto do que tudo o mais na vida. Carlos Drumond de Andrade escreveu no Jornal do Brasil, três dias depois: “ Agora que O Astro acabou podemos continuar nossas vidas, que o Brasil está lá fora esperando”. O poder de manipulação das mentes apresentava- se como Total. É inquestionável esse fato assustador de que esse poder de dominação da Rede Globo foi e de certa forma continua sendo gigantesco e ainda se apresenta de maneira considerável. A Rede Globo conseguiu subverter padrões axiológicos de valores na Sociedade Brasileira inegavelmente. A Globo transformou conceitos como Pátria e Patriotismo em noções amorfas e abstratas, que se materializavam apenas em épocas de Copa Do Mundo e Eventos Esportivos em geral. Essa subversão de valores sempre esteve de acordo com as determinações do Internacionalismo mais abjeto dos liberalóides de plantão e dos esquerdistas desmiolados, esquerdistas esses que sempre foram os artífices dos roteiros indecentes e amorais da programação global. Créditos aos senhores Walter Clark e José Bonifácio ( o Boni), ex-produtores da TV Excelsior( fechada em 1970) contratados pelo grupo Time-Life com o apaniguamento espetacular de figuras traidoras como Roberto Campos por exemplo. Importante leitura sobre o tema exposto é o livro do jornalista Daniel Heiz, “ A História Secreta da Rede Globo”.

Não podemos deixar de citar também que a Rede Globo sempre acendeu uma vela para Deus e uma para o Diabo, sempre jogou nos dois times, sem trocadilhos. Ao contrário do que dizem os esquerdistas mentirosos, a Rede Globo sempre esteve do lado dos conservadores e dos comunas progressistas, por mais paradoxal que isso pareça. Ao mesmo tempo que agradava aos liberais e aos interesses capitalistas, agradava aos comunistas e anarquistas de toda monta, como bem provém àqueles que são meros serviçais do Poder Oculto Internacionalista, que comandam ao mesmo tempo as “ Direitas” e “ Esquerdas” ideologicamente. Quem não se lembra das novelas que exaltavam o Movimento Hippie, a Sociedade Alternativa, as ONG’s estrangeiras no Brasil?? Quem não se lembra do enorme canal de divulgação dado a comunistas como Jorge Amado, Dias Gomes, Chico Buarque, Zimbinsky e anarquistas como Cazuza, Raul Seixas, Renato Russo e a escritora Zélia Gattai?? E aqueles programas como o seriado “ Anos Rebeldes” que transformaram em heróis terroristas comunistas da década de 60?? E ainda dizem que a Rede Globo era conservadora? ? Como já afirmamos, a Rede Globo não é meramente um veículo de comunicações comerciais. Sempre foi na verdade um instrumento ideológico a serviço dos interesses internacionalistas no Brasil. Sua programação prima pela unilateralidade; não discute profundamente nenhum tipo de assunto, a chamada notícia superficial e homeopática. Sua programação exalta a Luta de Classes e a Guerra de Raças e de Sexos; exalta e promove a insubordinação de filhos frente as determinações dos pais. O Dinheiro e o Poder sempre foram apresentados e vistos em seus programas como finalidades e objetivos de uma vida e até de uma morte. As noticiais são manipuladas e truncadas ao seu bel-prazer. O entretenimento é rasteiro e imediatista, baseado em princípios de pornografia e violência. O apelo de seus programas é emocional, não existe racionalismo ou interpretação de lógica nos programas. E por fim, a Rede Globo evita ao máximo o debate e o confronto de idéias, apresentando- se sempre como a Dona da Verdade Absoluta. Toda essa estrutura foi usada de maneira maquiavélica e dominativa nos últimos 40 anos para manipular a política, a sociedade, as artes, o pensamento da sociedade brasileira. Que o digam as eleições de Collor no fim da década de 80, as fraudes de manipulação grosseira de pesquisas eleitorais e a convergência de fatores psicológicos de influência no seio do eleitorado brasileiro. Nas eleições de 1989 o senhor Roberto Marinho e a cúpula global apoiavam o candidato Collor, supostamente liberal e de Direita, enquanto a maioria dos artistas e produtores da Rede Globo apoiavam Lula, apresentado como “ de esquerda”, comprovando que a Rede Globo e toda a sua estrutura sempre esteviveram dos dois lados da moeda, apoiando a Direita e a Esquerda, cumprindo fielmente o que ordenavam seus verdadeiros senhores do Grupo Time-Life. Como refutação aos argumentos esquerdistas de conservadorismo da Rede Globo perguntamos: Quando a Globo abriu espaço para falar de Plínio Salgado, Gustavo Barroso, Miguel Reale, Alceu Amoroso Lima, Farias Brito, Olavo Bilac, Jackson de Figueiredo, Tobias Barreto, Capistrano de Abreu, Gonçalves Dias, Lima Barreto, Cruz e Souza, Gerardo Mello Mourão, Olbiano de Mello, autores nacionalistas em geral??

Não há dúvidas de que a Rede Globo sofreu também inúmeros revezes e questionamentos. Os primeiros vieram do senhor Carlos Lacerda, ex-Governador da Guanabara, um mero títere do Poder Oculto, que resolveu criar atrito com a Globo por causa de assuntos financeiros e imobiliários. Depois tivemos vários militares que se opuseram ao apoio do Governo Militar de Costa e Silva e Médici ao caráter alienígena da Globo ( caso do General Olimpio Mourão Filho). Depois veio a pseudo-briguinha de colegiais entre o Governador do Rio e ex-apoiador de Jango, Leonel Brizola, contra o senhor Roberto Marinho. Leonel Brizola fazia apenas mais um teatrinho membembe contra o “ Doutor Roberto”, visto que o Partido de Brizola jamais questionou na justiça a interferência estrangeira em assuntos nacionais perpetrados e patrocinados pela Rede Globo. Depois veio o Marajá que caçava Marajás, senhor Collor de Mello, exaltado e defenestrado pela Rede Globo, de acordo com as ordens do Sistema Internacional. Depois veio os Partidos de Esquerda que sempre criticaram o caráter burguês da Rede Globo, mas sempre foram contemplados com programas subversivos e revolucionários que exaltavam o marxismo e faziam apologias a figuras de esquerda( lembram-se dos filmes sobre Lamarca e Olga Benário, todos patrocinados pelo sistema Globo de entretenimento, além daquele “O Que é isso Companheiro”??). O filme produzido na Inglaterra em 1993 chamado “ Muito além do Cidadão Kane” foi proibido no Brasil por causa das duras críticas ao Poder instalado no país pela Rede Globo.

Não podemos negar também que o padrão de qualidade da programação da Rede Globo sempre foi de altíssima envergadura, sempre primando pela excelência de apresentações e nunca ou pelo menos minimamente apresentando problemas da ordem de Engenharia de Telecomunicações. Mas pudera, pois uma empresa que está em 96% dos lares brasileiros ao mesmo tempo, 24 horas por dia, não pode deixar de perder sua onipresença e onipotência, não é verdade?? Mas de maneira geral, a Rede Globo de Televisão sempre andou de mãos dadas com o Poder Estatal e com ele sempre se relacionou muito bem, numa simbiose de favores e promiscuidades assaz pertinentes e cômodos aos dois. Vide dinheiro do Estado para construção do Projac, mega-estúdio da Globo no Rio.

O ano de 1995 marca uma data importante para o início da perda de poder absoluto da Rede Globo. Nesse ano o sistema de internet começou a funcionar em caráter mais abrangente no Brasil. Também a Globo começou a se envolver em disputas com a Rede Record, do Bispo Edir Macedo. E também os sistemas de TV a cabo começaram a operar em Grandes Capitais brasileiras. É dessa época a formação da Holding Globopar que começou a abrir o Capital da Rede Globo para suas afiliadas e para os mega-investidores do Mercado Financeiro ( nós sabemos que tudo isso já tinha sido determinado pelos reais Donos da Globo, o grupo Time Life). A partir daí as audiências das novelas começaram a cair vertiginosamente. Em 1998 um grande susto: depois de mais de 33 anos ininterruptos a novela Torre de Babel é ultrapassada em números estatísticos de audiência pelo Programa do Ratinho do SBT durante dois dias. Esse fato acendeu a luz de alerta de que o Império Global começava a correr riscos e a enfrentar sérias concorrências. A partir do ano 2000 a programação da Globo começou a enfrentar o apelo da internet como alternativa a TV aberta no Brasil. A novela “ As Filhas da Mãe” foi retirada do ar com 120 capítulos em 2002 por falta de índices compatíveis. Grande parte dos anunciantes de peso começaram a flertar com o SBT, a Rede Record e a Bandeirantes alternativamente. Frisamos que nunca a Rede Globo até esse momento havia se preocupado de fato com concorrências de outras emissoras de TV aberta no Brasil ( mesmo por que essas emissoras também cumprem o que os Donos do Mundo determinam em termos de informação). Outros problemas sérios começavam a surgir com a Globopar. Pressionada, em 28 de outubro de 2002, a Globopar Holding suspendeu o pagamento de suas dívidas por pelo menos 90 dias, enquanto reavaliava seus negócios. Em 2001 e 2002, abalada por uma severa crise financeira, a família Marinho ( ??) se desfez de boa parte de suas participações em emissoras afiliadas. O negócio foi ruim porque as operações das afiliadas têm uma margem mais elevada de lucro. Elas não têm custos de produção tão altos quanto os das emissoras controladas diretamente pela Globo. Mesmo desmobilizando- se, a Globopar fechou o ano de 2002 com prejuízos de R$ 5 bilhões.

Em dezembro de 2003, o grupo W. R. Huff questionou judicialmente, nos Estados Unidos, a reestruturação da Globopar. Em abril de 2005, durante reuniões realizadas em Londres, a Globopar conseguiu o apoio dos investidores que detinham títulos de quatro das seis séries de bônus emitidos pela companhia, incluindo US$ 850 milhões em títulos e uma emissão de 100 milhões de euros. Em março, os detentores de bônus de outras duas séries, que somavam US$ 180 milhões, tinham aprovado o reescalonamento. Somadas, as seis séries representavam US$ 1,16 bilhão em títulos emitidos pela Globopar e pela Globopar Overseas. Mais de 80% da dívida da Globopar é em moeda estrangeira. Atualmente, 76% das receitas do grupo referem-se à venda de publicidade. Outros 15% vêm da venda de programação e conteúdo. A expectativa do grupo é de pelo menos manter as Receitas em 2009 comparáveis a 2008.

A situação atual da Rede Globo não é tão confortável e absoluta como antigamente. A Globo está enfrentando uma concorrência brutal com o uso da Internet. Segundo dados do IBGE de 2008 a população brasileira começou a passar mais tempo diante do computador do que diante da Televisão. Também a TV a cabo se diversifica e se expande, além das mídias de TV Digital e Smartphone. Essa situação já começou a desesperar os outrora únicos controladores das mentes do povo brasileiro. Para exemplificar esse fato, tivemos no fim de 2008 a novela “ A Favorita” que atingiu um patamar de menos de 33% de audiência para o horário nobre, algo absolutamente impensável para o Padrão Globo. Imediatamente a novela começou a apresentar toda sorte de bizarrices para elevar seus índices. Homossexualidade, crimes hediondos, roubos cinematográficos, incestos, todo tipo de apelação para reverter o quadro. O envolvimento da Rede Globo com assuntos religiosos também parece ser melancólico e perigoso; a Globo resolveu exaltar o Catolicismo como forma de frear o avanço dos Evangélicos e suas Emissoras de Radiodifusão. E também não poderíamos deixar de citar a fragorosa derrota da Campanha Global durante o Plebiscito do Desarmamento da População em 2005, mesmo tendo sido uma Propaganda avassaladora dos meios de comunicação global contra a venda de armas para a população, a qual votou em massa que queria essa venda de armas. Essa derrota mostrou que o caixão de madeira da Vênus Platinada está próximo. Por enquanto, e talvez por um bom tempo, teremos que conviver com os poderes da Medusa Diabólica.

Leituras Recomendadas

Previous
Next
FPS Livro nº 15 ''Projeto de Reforma Agrária''_capasite
CARTILHADOSPLINIANOS
MANIFESTOSPRP
CARTAANAÇAO2
OSECULODOCORPORATIVISMO
OCOMUNISMOEAMAÇONARIA
OSJUDEUS_ALFREDOBUZAIDINCL
manifestoprograma1936
NORMASDEADMINISTROTÉCNICAMUNICIPAL
Livro Municipalismo
o_homem_e_Oestado
acrisepalamentar
o_Elo_Secreto2
como_se_engana_a_humanidade2
conceito_de_civilização_brasileira2
discurso de despedida do parlamento
como_se_prepara_uma_china
O Ultimo Nazireu
Livro Sagrado Linear
Padre 2 (1)
OESTADONACIONAL
ARTEECIVISMOCORR
constanciadoolharvigilante
O_Estado_meio
TODOS OS ANIMAIS SAO IRMÃOS
thumbnail (1)
FREI ORLANDO SILVA
A Arte da Guerra
FranciscanismoXTomismo
Igreja Linear
era vargas
Livro A Casa Imperial
fronteiras_da_tecnica
golpe_de_novembro
direito_politico
forças_secretas
manifesto_municipalista
AIGREJAEOMARXISMO
abya yala
prpcartaz
boletimdedoutrina2rn
boletimdedoutrina1rn
comquemestamos
CATOLICOSEINTEGRALISMO
pelobemdobrasil
discursoaosintegralistas
CONCEITOCRISTÃODOTRABALHO
Breviário do Camisa Verde
Livro Cientificismo Moderno
Livro Espiritualidade

Marcha Linearista

Vídeo em Destaque

TUPÃ, O GALO VERDE INTEGRALISTA E LINEARISTA, ESMAGA O VERME COMUNISTA LIBERAL, GERADO NO VENTRE DO GRANDE CAPITAL FINANCEIRO INTERNACIONAL